Como escolher uma lupa de filatelista

Lupa para selos

A lupa de filatelista é um utensílio filatélico muito importante para todos os colecionadores amadores ou profissionais de selos postais. Saiba como escolher uma lupa de filatelista e aumente significativamente o valor da sua coleção postal.

O que é a lupa de filatelista

A lupa, também denominada de microscópio simples, é constituída por uma única lente esférica e convergente. Ela consegue focar um objeto se este estiver colocado a uma distância inferior à sua distância focal. Apesar da sua ampliação, a lupa não consegue observar objetos muito pequenos como as células e as bactérias, pois, nesses casos, é preciso existir uma lente de maior ampliação, como a que é utilizada nos microscópios. 

A lupa de filatelista é um utensílio filatélico ótico de grande utilidade para todos os colecionadores e especialistas em selos postais. Com ela, o filatelista pode verificar os selos postais de uma forma mais pormenorizada e ver se estão em bom ou mau estado de conservação ou se têm defeitos que, normalmente, não são visíveis a olho nu. Além disso, é uma ferramenta de trabalho muito importante para a verificação de erros, duplas impressões e falsificações de selos postais.

A importância de uma lupa de filatelista de bolso

A maioria dos filatelistas utiliza várias lupas para selecionar os melhores selos postais para a sua coleção e, atualmente, existem muitas que poderão ser adquiridas. No entanto, uma que deve acompanhar sempre o filatelista para todo o lado é a lupa de bolso. Trata-se de uma lupa pequena e de fácil transporte que pode ser utilizada na avaliação de coleções de selos postais e outro tipo de material filatélico que um outro colecionador lhe possa oferecer. Este tipo de lupa pode variar em termos de ampliação, mas dá uma ideia aproximada acerca do valor real do objeto filatélico que possa ter em mãos.

Como escolher uma lupa de filatelista

A lupa que é usada para verificar em que estado se encontra um selo postal é um instrumento essencial do kit de trabalho de um filatelista. Independentemente da boa ou má visão de um colecionador, cada selo tem detalhes minúsculos particulares que só podem ser descobertos com a ajuda de uma lupa de filatelista. Assim sendo, para escolher uma lupa de filatelista, é necessário observar os 5 aspetos seguintes:

1. Observar a ampliação da lente

Uma lupa com capacidade de aumento de 6 a 8 vezes é suficiente para um bom filatelista. Para um estudo mais detalhado, sobretudo o dos carimbos postais, deve usar-se uma ampliação mais forte, conhecida como a “lupa conta fios”.

2. Verificar a composição da lente

Para escolher uma lupa de filatelista de qualidade, é fundamental atentar para a sua composição. É recomendável que escolha uma lente de cristal, uma vez que esta é conhecida por proporcionar as melhores ampliações. Para os colecionadores mais jovens, como as crianças e os adolescentes, existem as lentes de plástico que são menos sofisticadas e mais baratas.

3. Examinar a correção de cores que a lupa oferece

Para escolher uma boa lupa de filatelista, é necessário verificar se a lente oferece uma excelente correção de cores. Para o saber, deverá fazer um risco preto sobre um fundo branco e analisá-lo. Se visualizar uma espécie de arco-íris, outra cor ou sombra por detrás do risco traçado, é sinal de que a lente da lupa em questão não oferece a melhor correção de cores e, como tal, deve ser rejeitada.

4. Optar por uma lupa com ou sem suporte de iluminação

Atualmente, existem algumas lupas de filatelista no mercado com um suporte de iluminação específico que permitem ao filatelista analisar pormenorizadamente um determinado selo postal. O facto de ter suporte faz com que o colecionador fique com as mãos livres, o que lhe possibilita mexer no selo e ajustá-lo a várias posições distintas. Assim, conseguirá evitar erros básicos ao colecionar selos postais.

5. Adquirir uma lupa profissional ou amadora

Existem lupas de filatelia que são mais trabalhadas do que outras e, como tal, são denominadas de profissionais. Geralmente, são compostas por duas lentes e são capazes de ampliar entre três a dez vezes mais em comparação com as demais. Este tipo de lupa é mais caro, mas garante ao filatelista a possibilidade de analisar detalhadamente a morfologia do selo postal, nomeadamente a sua forma, cor, papel, impressão, aspeto gráfico, banda fosforescente, goma, modo de separação e denteado.

A sua votação: