Como vender ou comprar selos postais

Dois filatelistas

A compra e venda de selos postais é um passatempo que exige muitas horas de atenção e dedicação de um filatelista. Saiba como vender e comprar selos postais e inicie-se naquela que poderá ser uma das atividades mais apaixonantes da sua vida.

Desde o ano de 1840, momento em que a Grã-Bretanha emitiu o primeiro adesivo postal do mundo, o famoso “Penny Black”, que os selos postais passaram a ser um dos objetos mais cobiçados e desejados de todo o planeta.

Todos os dias aparecem milhares de novos filatelistas (estimam-se que atualmente existam mais de 200 milhões em todo o mundo) que procuram elaborar uma coleção de selos postais única e intemporal. Para o conseguirem, independentemente do tipo de filatelia praticada, é necessário que a coleção de selos postais seja o mais completa possível. Nesse sentido, a compra e venda de selos postais é uma atividade cada vez mais importante no filatelismo e isso explica o porquê do mercado filatélico estar em constante ebulição e evolução.

Conheça quais são os aspetos que um bom filatelista deve ter em conta na compra e venda de selos postais. São eles:

Analisar a atual coleção de selos postais

Este é o primeiro passo a tomar no momento da compra/venda dos seus selos postais. Deve verificar em que estado se encontra a sua coleção atual, isto é, ver quais são os selos postais em falta e que poderão ser adicionados/adquiridos e quais os que estão a mais e devem ser retirados. Esta é uma forma de seleção que vai definir o tipo de filatelia de uma dada coleção e, ao mesmo tempo, mostra qual o melhor caminho para a tornar o mais completa possível.

Definir os selos postais a colecionar

Depois de ter analisado a sua atual coleção de selos postais e de ter decidido qual o tipo de filatelia em que ela se baseia, é tempo de deitar mãos à obra. Deve adquirir os selos postais que atribuem um maior valor à sua coleção e vender aqueles que já não lhe interessam. Existem selos postais muito caros e que atingem valores exorbitantes e outros que podem ser adquiridos a preços de saldo, essa é uma opção que depende sempre do gosto pessoal do filatelista e do tipo de coleção que esteja a realizar.

A sua coleção de selos postais deve estar sempre ordenada por tema, país de origem e ano de impressão, pois essa é a melhor forma de saber se está bem ou mal conseguida.

Explorar os preços de mercado

O mercado da filatelia é cada vez mais abrangente e global, como tal, todos os filatelistas devem procurar realizar a compra e venda dos seus selos postais nos locais mais seguros e que mais garantias oferecem. Atualmente, existem vários locais onde os filatelistas podem comprar/vender os selos postais, destacando-se os seguintes:

  • Lojas de selos postais. As lojas de selos postais são cada vez mais raras nos dias de hoje, no entanto, o contacto direto é um dos meios mais apreciados por parte de todos os filatelistas no momento da compra/venda dos seus selos postais.
  • Federações ou clubes de filatelia. Numa federação ou num clube de filatelistas, encontram-se outras pessoas que partilham os mesmos gostos que os seus e isso é um fator de extrema importância para a compra e venda de selos postais. Por vezes, o “tal selo” está mais perto de um filatelista do que aquilo que ele possa imaginar.
  • Catálogos de selos postais. A compra e venda de selos postais por catálogo é uma opção muito credível e utilizada no mundo da filatelia, especialmente por parte daqueles que se encontram a dar os seus primeiros passos.
  • Websites de leilões. Atualmente, a internet é uma ferramenta muito poderosa para os mais variados campos do saber e no caso do filatelismo é uma mais-valia enorme. Os websites de leilões que se encontram presentes na internet (eBay, mercado livre, miau, entre outros) possibilitam a comunicação e aproximação de filatelistas de qualquer parte do mundo e isso faz com que a venda e compra de selos postais seja um negócio seguro e apetecível.
A sua votação: